Simulação de Financiamento para Aposentados

Muitos aposentados gostam de aproveitar o período sem labor viajando, fazendo atividades diferentes ou remodelando seus pertences, como em uma reforma na casa ou um novo carro. E todos esses prazeres são mais do que merecidos, já que uma vida inteira de trabalho deve ter suas recompensas. Apesar do merecimento e do tempo para fazer, finalmente, tudo o que se quer, nem sempre a pensão recebida do INSS dá conta de cobrir todas essas despesas. Para muitos, a saída é optar por financiamentos ou empréstimos para pensionistas, com desconto na folha de pagamento. A parte ruim, como de todo empréstimo, é ter que pagar parcelas recheadas de juros. Mas a parte boa é que, em financiadoras sérias, não se compromete a folha de pagamento do aposentado com os valores do empréstimo.

simulação de financiamento

Para ter certeza de quanto o aposentado pode gastar bancando um empréstimo existe o simulador de financiamento, que pode ser acessado pela internet, no site das próprias financiadoras. O da Caixa Econômica Federal é um dos melhores e mais precisos, mesmo porque os aposentados e pensionistas do INSS podem contar com esse banco do governo para financiamentos e empréstimos consignados em várias linhas de crédito. Pela Caixa, você pode escolher entre simular o financiamento nas modalidades Empréstimo Consignado e CDC Sênior. Na primeira, Empréstimo Consignado, o pensionista não precisa ter conta corrente na Caixa, e o valor da prestação do empréstimo não pode ser maior que 20% do benefício mensal que ele recebe. Com taxa de juros pré-fixada e IOF cobrado no ato da contratação, o empréstimo consignado está sujeito à aprovação pelo INSS, mas é uma boa forma para que o aposentado coloque seus projetos em dia. Quem opta pelo CDC Sênior precisa ter conta na Caixa, uma vez que a movimentação financeira é toda realizada pelo cartão do banco. No próprio site da instituição financeira tem um simulador de prestações de empréstimo para quem opta diretamente por essa categoria. As prestações dela são debitadas da conta do pensionista assim que ele recebe o benefício do INSS, que não precisa pré-aprovar o CDC Sênior. Existem diversos outros bancos e financeiras que prestam esse tipo de serviço, e cabe ao segurado do INSS escolher a modalidade que melhor lhe aprouver. No entanto, é preciso bastante cautela ao fechar qualquer tipo de contrato de empréstimo ou financiamento. Optar pelo modelo que menos vai pesar no orçamento doméstico mensal do aposentado é o jeito mais fácil de evitar problemas futuros, em uma época da vida onde a tranquilidade e a diversão é que devem ter mais espaço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *